Dicas para humanizar o ensino remoto digital

NOTÍCIAS CONCURSOS • 28 de agosto de 2020

Fonte da Notícia: NOTÍCIAS CONCURSOS

Data da Publicação original: 23/08/2020

Publicado Originalmente em: https://noticiasconcursos.com.br/educacao/humanizar-ensino-remoto-digital/

Íntegra da notícia abaixo:

Curso Online Humanizado: Existe? | Blog Educação a Distância

A integração da tecnologia é uma faca de dois gumes. Ainda que possa nos tornar mais poderosos, ajudando a superar obstáculos, também pode criar mais barreiras se usada de maneira inadequada.

Professores sabem bem disso, sobretudo em tempos de distanciamento social. Quase a totalidade dos educadores atualmente tem migrado para estudo remoto, enviando conteúdos digitais para seus alunos estudarem em casa.

Embora o objetivo dos professores seja ensinar os estudantes a alcançarem seu potencial máximo por meio de conteúdo individualizado e digital, muitas ferramentas têm efeitos desumanizadores. Elas prejudicam a conexão entre as pessoas, limitam as oportunidades de agrupamentos heterogêneos e de colaboração de habilidades cruzadas.

Uma dúvida muito recorrente é como deixar o estudo remoto mais humanizado. Afinal, a distância ‘esfria’ muito o relacionamento professor-aluno.

Vídeos ensinando podem não ser suficientes para levar um ensino mais aprofundado e considerando as características de cada estudante.

Criar oportunidades de diálogo e discurso

A interação social é um componente crítico da instrução complexa. Para capitalizar totalmente os benefícios da instrução complexa, devemos criar oportunidades de diálogo e discurso, em um esforço para manter os jovens pensando criticamente ao longo desta quarentena. Muitos dos professores têm recursos de conferência de áudio ou vídeo ao alcance.

O Google Meet e o Zoom são apenas duas ferramentas que garantem aos educadores a capacidade de realizar reuniões ao vivo com suas salas de aula. Fazer isso pode preservar alguma aparência de normalidade e manter o diálogo e o discurso valorizados em salas de aula.

Mas a necessidade disso vai muito além da interação social. É verdade que o aprendizado profundo não acontece em uma planilha ou por meio de uma série de vídeos descontextualizados e perguntas fechadas.

Aprender é uma conversa; requer conexão e interação humanas. A fim de preservar a humanidade das experiências de aprendizagem quando depende-se da tecnologia digital, é importante pensar nessas ferramentas de conferência como um meio de extensão empática.

Isto é, como uma ferramenta para se conectar com outras pessoas quando a conexão humana face a face simplesmente não existe não é possível ou seguro.

Oportunidades para autorreflexão

A crise atual está permitindo que os professores e pais reflitam sobre o que realmente significa aprender. Isso no ensino remoto ou não.

Há a constante lembrança de que aprender é mais sobre o processo do que o produto. O envio de planilhas para casa após planilhas provavelmente não resultará em um aprendizado frutífero que permaneça.


Restrito - Copyright © Abrafi - Todos os direitos reservados