Matrículas em EAD no ensino superior particular crescem 9,8% no 1º semestre

ISTO É • 10 de junho de 2021

Fonte da Notícia: ISTO É
Data da Publicação original: 08/06/2021
Publicado Originalmente em: https://istoe.com.br/matriculas-em-ead-no-ensino-superior-particular-crescem-98-no-1o-semestre/

Modalidade de ensino à distância é opção em tempos de isolamento social

Imagem: NE10

O ensino superior da rede privada sofreu uma queda de 8,9% nas matrículas em cursos presenciais durante o primeiro semestre de 2021, enquanto a modalidade à distância (EAD) viu a procura subir 9,8% no mesmo período. Os dados são do Mapa do Ensino Superior no Brasil lançado nesta terça-feira, 8, pelo Instituto Semesp, e refletem uma tendência que se mantém desde 2016 e deve aumentar ainda mais no período pós-pandemia.

Os números deste ano na rede privada reafirmam um movimento que, em 2019, viu as matrículas de ensino superior no País saltarem 19,1% no EAD, enquanto as do ensino presencial diminuíram 3,8%. Ainda assim, dos brasileiros que se matricularam em um curso superior antes da pandemia, 71,5% optaram pela modalidade presencial.

Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp, observa que há uma diferença crucial entre os perfis de quem escolhe o ensino presencial e quem opta pelo EAD, mesmo que no futuro próximo esses dois modelos estejam mesclados em uma nova modalidade híbrida. Enquanto o primeiro atrai a maioria dos jovens de até 24 anos, o segundo seria mais voltado para adultos, de 30 a 44 anos, que retomaram os estudos ou fazem uma segunda graduação.

“O EAD é um curso diferente, que o aluno faz sozinho, sem interatividade com o professor ou colegas e, por isso, é muito mais barato. Por outro lado, o presencial tem diminuído porque a grande maioria dos alunos que quer entrar no ensino superior não tem condições financeiras”, explica. “Não é que um está substituindo o outro.”


Restrito - Copyright © Abrafi - Todos os direitos reservados