Inep se aproxima dos 85 anos de sua criação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO • 06 de julho de 2021

Fonte da Notícia: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Data da Publicação original: 05/07/2021
Publicado Originalmente em: https://www.gov.br/mec/pt-br/assuntos/noticias/inep-se-aproxima-dos-85-anos-de-sua-criacao

Em 1997, o Inep tornou-se uma autarquia federal e passou a ser o órgão encarregado de avaliações, pesquisas e levantamentos estatísticos educacionais do Governo Federal. Crédito: Reprodução

No dia 13 de janeiro de 2022, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) completará 85 anos de fundação e de produção de conhecimento científico e informações oficiais para o aprimoramento das políticas públicas educacionais brasileiras. A proximidade da data é marcada por uma gestão, representada pelo presidente Danilo Dupas, que tem como principais pontos de atuação o fortalecimento institucional, o avanço da governança e a valorização de seus servidores. Também é prioridade da alta gestão atual potencializar as informações que o Inep produz por meio de seus exames e avaliações, pesquisas estatísticas e indicadores, gestão do conhecimento e estudos educacionais.

O Inep soma, ao longo de sua existência, importantes contribuições para o desenvolvimento social e econômico do País, a partir da educação. Mais que resgatar fatos que marcaram a trajetória nessas mais de oito décadas de atuação, os 85 anos apontarão para o futuro. “É visão do Instituto ser reconhecido, nacional e internacionalmente, como instituição estratégica do Estado brasileiro, inovadora e produtora de conhecimento especializado sobre a realidade educacional do País. O Inep entrega aos gestores da educação e à sociedade sólidas evidências educacionais. E é com essa credibilidade que planejamos levar o Instituto para seus próximos anos”, afirma o presidente Danilo Dupas.

O propósito da atual gestão do Inep é fazer com que as três áreas de atuação do Instituto sejam perpassadas pela análise preditiva. A técnica avançada de análise e uso de dados é disseminada no mercado privado e já estudada no âmbito da educação, como defende Danilo Dupas. “Com a equipe formada e importantes encaminhamentos providenciados, vamos começar a pensar no futuro do Inep. Isso passa pela análise preditiva, que auxilia gestores na tomada assertiva de decisões”, comenta. Dupas também enfatiza os principais desafios para percorrer essa trajetória, como a necessidade de “diminuir consideravelmente os esforços na operação e buscar o foco na elaboração de tecnologias que viabilizem análise com inteligência artificial e preditiva”.

Iniciativas – Como parte das ações relacionadas ao aniversário do Inep, o corpo técnico do Instituto trabalha na criação de um novo logotipo em alusão aos seus 85 anos, que será escolhido pelos servidores e colaboradores por meio de votação. Também serão produzidos novos painéis institucionais, destacando a capacidade técnica da Autarquia para o desenvolvimento de diagnósticos, que devem nortear o futuro da educação brasileira.

Ainda em homenagem à data, a Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), a mais antiga revista científica da área em circulação, destacará artigos e resenhas elaborados com a base de dados do Inep. Pesquisadores que realizam análises por meio de métodos quantitativos e qualitativos, com base nas evidências produzidas pelo Inep, poderão submeter seus trabalhos para publicação no periódico ao longo de 2022.

Fortalecimento institucional – Em quatro meses, a nova gestão do Inep fez importantes avanços. De forma inédita, o processo em que o Instituto solicita carreira típica de Estado para seus servidores foi encaminhado ao Ministério da Economia. O processo foi enviado juntamente com o de cláusula de barreiras e o que busca novos profissionais por meio de Contrato Temporário da União (CTU). Outra conquista é o Programa de Gestão do Inep, que implementará o teletrabalho para os servidores. A Autarquia também tem reforçado sua governança institucional e aperfeiçoado processos. O modelo de avaliação das instituições de educação superior foi reformulado, com a adoção da avaliação externa virtual in loco, realizada 100% on-line e ao vivo. Nos primeiros meses de implementação da iniciativa, o Instituto realizou 599 visitas em 363 instituições de educação superior, sendo 486 virtuais e 113 presenciais. A previsão é realizar cerca de 5 mil visitas até outubro.


Restrito - Copyright © Abrafi - Todos os direitos reservados