Metaverso: a aposta transhumana do Grande Reset Global

CINEGOSE BLOGSPOT • 03 de novembro de 2021

Fonte da Notícia: CINEGOSE BLOGSPOT
Data da Publicação original: 23/10/2021
Publicado Originalmente em: https://cinegnose.blogspot.com/2021/10/metaverso-aposta-transhumana-do-grande.html#more

Imagem: Cinegnose.blogspot.com

Enquanto o CEO do Facebook, Mark Zuckenberg, aposta tudo no futuro do Metaverso (a convergência de realidade física, aumentada e virtual em um espaço online compartilhado), em Madrid foi realizada a Conferência Transvision 2021, com os pesos pesados do Vale do Silício da agenda transhumanista mundial. Nos últimos meses estão sendo lançadas de forma mais acelerada as bases intelectuais e tecnomísticas para uma nova ordem social totalmente digitalizada – aquilo que está sendo chamada de Quarta Revolução Industrial, paradigma global de transformação total – adotado pela Microsoft, Alibaba, Sony, General Motors, Mozilla e Salesforce, entre muitos outros. No contexto do “Grande Reset Global” anunciado pelo Fórum Econômico Mundial, o que tudo isso representa? Não precisa ser nenhum escritor distópico como George Orwell ou Aldous Huxley para imaginar as implicações políticas da religião pós-humanista transformada em realidade.

Este humilde blogueiro vem insistindo desde o ano passado que a pandemia Covid-19 foi uma oportuna janela de oportunidades para o Capitalismo: de imediato, a crise sanitária assumiu a função de mitigar um profundo crash financeiro que ocorreria em 2020 e que seria muito maior do que o de 2008 – produziu um circuit braker global, drenou bilionário liquidez do Estado para evitar “risco sistêmico” e uma violenta e rápida concentração de riqueza sem precedentes na História.

As políticas de isolamento social durante a pandemia criaram o efeito de liberação definitiva das potencialidades digitais prometidas por Bill Gates lá atrás em 1995 no seu livro “A Estrada do Futuro”: o trabalho e o ensino à distância, comprar, escolher e relacionar-se com as pessoas através da Internet etc.

Em meio à crise sanitária global, o Fórum Econômico Mundial percebeu o timing e lançou a agenda da reconfiguração do Capitalismo dentro do que definem como “Grande Reset Global”.

Ao lado de eventos nesse ano como a Cyber Polygon (simulação em tempo real de ataque hacker global – clique aqui) e o “Desafios de Inovação” promovido pela OTAN, no Canadá, discutindo Guerra Cognitiva (Big Data + hackeamento dos cidadãos), no final de semana de 16 de outubro realizou-se em Madrid a Conferência Transvision 2021 com os pesos pesados da agenda Transhumanista mundial: Max e Natasha More, José Cordeiro, David Wood, Jerome Glenn, Phillipe van Nedervelde, Ben Goertzel, Aubrey de Gray, Bill Faloon e, mesmo em sua ausência, Ray Kurzweil, importante diretor da empresa Google e fundador da Singularity University.

Nos últimos meses estão sendo lançadas de forma mais acelerada as bases intelectuais para uma nova ordem social totalmente digitalizada – aquilo que está sendo chamada de Quarta Revolução Industrial, um paradigma global de transformação total – adotado pela Microsoft, Alibaba, Sony, General Motors, Mozilla e Salesforce, entre muitos outros.

E convergindo à agenda transhumanista do Grande Reset Global, o CEO do Facebook, Mark Zuckenberg. No podcast do portal de notícias The Verge (Vox Media), Zuckenberg declarou que está apostando todas as suas fichas em tornar o conglomerado de mídia social em uma “empresa metaversa”. O futuro da empresa iria muito além de seu projeto atual de construir um conjunto de aplicativos sociais conectados e algum hardware para apoiá-los. Em vez disso, disse ele, o Facebook se esforçaria para construir um conjunto maximalista e interconectado de experiências direto da ficção científica - um mundo conhecido como metaverso.

O metaverso é um termo criado em “Snow Crash”, romance de ficção científica de Neal Stephenson de 1992. O termo se refere a uma convergência de realidade física, aumentada e virtual em um espaço online compartilhado. Empresas e produtos, incluindo Fortnite da Epic Games, Roblox e até Animal Crossing: New Horizons, cada vez mais incorporam elementos semelhantes ao metaverso - o CEO da Epic Games, Tim Sweeney, vem discutindo seu desejo de contribuir para um metaverso há muitos meses.

Metaverso, ciberespaço, imortalidade

O Metaverso seria o próximo estágio no desenvolvimento da internet.

No momento, as pessoas interagem umas com as outras online acessando sites como plataformas de mídia social ou usando aplicativos de mensagens. A ideia do metaverso é que ele criará novos espaços online nos quais as interações das pessoas possam ser multidimensionais, onde os usuários podem mergulhar no conteúdo digital em vez de simplesmente visualizá-lo.