As tendências tecnológicas na educação

REVISTA ENSINO SUPERIOR • 14 de março de 2021

Fonte da Notícia: REVISTA ENSINO SUPERIOR
Data da Publicação original: 11/03/2021
Publicado Originalmente em: https://revistaensinosuperior.com.br/tendencias-tecnologicas-educa/


Por Luiz Alexandre Castanha*: O mercado de startups de educação deve atender 9,6 milhões de usuários e ter uma participação de mercado de 1,96 bilhão de dólares ainda este ano, aponta um relatório da KPMG e do Google. Sendo assim, que tal conhecer as principais tendências que impulsionarão a educação em 2021?

1. Realidade virtual e aumentada

A inteligência artificial transformou o setor de educação por meio da automação de recursos de aprendizagem como aulas online, avaliações, acompanhamento de tarefas de casa e muito mais. Alunos e professores podem se beneficiar dessa inovação.

As realidades virtual e aumentada não só permitem que os professores captem a atenção dos alunos, mas também os ajudam a ensinar de uma forma mais envolvente e produtiva, o que simplifica o processo de explicação do conceito. Isso, por sua vez, torna o processo de ensino e aprendizagem mais interativo e envolvente.

2. Salas de aula virtuais

As palestras online habilitadas para salas de aula virtuais estão ganhando popularidade ao capacitar os alunos a aprender de qualquer parte do mundo e escolher a instituição educacional de sua escolha.

Além de criar um ambiente de aprendizado real, semelhante ao de uma sala de aula, em casa, também capacita os professores a controlar e gerenciar as operações acadêmicas no conforto de suas casas.

O monitoramento de alunos habilitado por inteligência artificial, rastreamento de frequência e fiscalização de exames tornaram o aprendizado virtual transparente para todas as partes interessadas.

3. Aprendizagem personalizada e adaptativa

O aprendizado personalizado é a chave para a educação do século 21. As plataformas de aprendizagem online oferecem um ambiente de aprendizagem flexível, capacitando os alunos a aprenderem em seu próprio ritmo e também ajudando os educadores a tornar a aprendizagem mais envolvente e colaborativa, aproveitando as ferramentas digitais.

A aprendizagem adaptativa fornece material de estudo com base na proficiência do aluno e em seu nível de conhecimento. Com a ajuda de testes adaptativos, os professores podem descobrir os desafios que cada aluno enfrenta e podem trabalhar neles para resolver as áreas difíceis. Ela garante que os alunos estejam engajados para obter os melhores resultados.

4. Aprendizagem baseada em vídeo

As estatísticas do YouTube em 2020 mostraram que sete em cada 10 usuários usam a plataforma para ajudá-los com problemas enfrentados no trabalho, estudos ou hobbies. O vídeo está se tornando um meio para fins de aprendizagem. Em vez de ler parágrafos longos, os alunos preferem assistir a vídeos para uma melhor compreensão e processo de retenção de conhecimento.

A penetração e as inovações tecnológicas como as televisões inteligentes aumentarão o consumo de vídeo para os usuários. Muitos novos dispositivos baseados na internet estão sendo inovados, o que ajuda a aumentar essa tendência rapidamente.

Existem várias ferramentas de preparação de vídeo disponíveis que podem acelerar o processo de criação de vídeos, ajudando os alunos a compreender até os conceitos mais complexos.

3. Aprendizagem personalizada e adaptativa

O aprendizado personalizado é a chave para a educação do século 21. As plataformas de aprendizagem online oferecem um ambiente de aprendizagem flexível, capacitando os alunos a aprenderem em seu próprio ritmo e também ajudando os educadores a tornar a aprendizagem mais envolvente e colaborativa, aproveitando as ferramentas digitais.

A aprendizagem adaptativa fornece material de estudo com base na proficiência do aluno e em seu nível de conhecimento. Com a ajuda de testes adaptativos, os professores podem descobrir os desafios que cada aluno enfrenta e podem trabalhar neles para resolver as áreas difíceis. Ela garante que os alunos estejam engajados para obter os melhores resultados.

4. Aprendizagem baseada em vídeo

As estatísticas do YouTube em 2020 mostraram que sete em cada 10 usuários usam a plataforma para ajudá-los com problemas enfrentados no trabalho, estudos ou hobbies. O vídeo está se tornando um meio para fins de aprendizagem. Em vez de ler parágrafos longos, os alunos preferem assistir a vídeos para uma melhor compreensão e processo de retenção de conhecimento.

A penetração e as inovações tecnológicas como as televisões inteligentes aumentarão o consumo de vídeo para os usuários. Muitos novos dispositivos baseados na internet estão sendo inovados, o que ajuda a aumentar essa tendência rapidamente.

Existem várias ferramentas de preparação de vídeo disponíveis que podem acelerar o processo de criação de vídeos, ajudando os alunos a compreender até os conceitos mais complexos.


Restrito - Copyright © Abrafi - Todos os direitos reservados